Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

NOTÍCIAS

 DEZ DICAS PARA ESCREVER UM BELO ROTEIRO PARA CINEMA E TV

Por Leilane Vasconcelos

Quer criar histórias para o universo do audiovisual? Então anota aí estas dicas para a produção de um roteiro e comece os trabalhos!

rsz_stocksnap_u6iok6787i1. Gente como a gente. Um dos grandes problemas da dramaturgia atual são histórias com personagens rasos, superficiais e estereotipados, especialmente em tramas que privilegiam cenas ‘bombásticas’ de ação em detrimento de uma densidade de personagem. Foque seus esforços em criar personagens reais, com “problemas” reais, para que o público se sinta representado de alguma forma;

  1. Olhe ao redor. As histórias humanas estão aí, a vida real é cheia de inspirações e quase sempre é possível se apegar à realidade e tirar dela ideias absolutamente encantadoras para o cinema e a televisão. Treine o seu olhar e fique mais sensível ao que acontece à sua volta (em suma, olhe menos para o smartphone e explore mais vida real!);
  1. Tenha referências. Hoje em dia dificilmente alguém vai inventar a roda. Então, antes de achar que está criando a história mais original e nova do mundo, conheça bem os grandes filmes, séries e novelas já feitos em seu país e no mundo. Bagagem conta muito nesta hora!;
  1. Estude. Escrever roteiro não é tão simples ou instintivo quanto parece. Há regrinhas fundamentais que servem para todo o mercado de trabalho. Na hora de por a mão na massa as dificuldades aparecem, então se matricule em um curso de roteiro, como este aqui. Agora, se você ainda tem dúvidas sobre sua habilidade com a escrita, vale fazer também um curso como o de produção de texto (aqui);

+ Curso de Roteiro – aprenda com os grandes nomes da cena cultural do país

  1. Olhe pro mercado. Se você quer tirar seu roteiro do papel, tenha um bom conhecimento sobre o mercado audiovisual que você trabalha ou quer trabalhar. De nada adianta lucille ball reading a scriptcriar uma história de batalhas intergalácticas milionárias (ah, Star Wars!) se você quer transformá-lo em um filme aqui no Brasil. Falta dinheiro no mercado, então saiba aproveitar as oportunidades e tente adequar seus esforços ao que mais tem sincronia com o mercado;
  1. Leia, e muito!. Não se cria personagens densos nem tramas criativas sem conhecer os grandes clássicos da literatura (além do cinema e da TV, já falados acima). A dica é: debruce sobre os maravilhosos personagens que a literatura já deu para o mundo;
  1. Disciplina. Escrever um roteiro requer foco e disciplina, então não desista nas primeiras dificuldades. Acredite: você vai travar diversas vezes, e isso é parte natural do processo criativo. Quando se perceber num momento assim, respire e deixe o roteiro na gaveta, saia pra caminhar, correr (ou nadar) e busque inspiração na vida para voltar com força total pro papel (no mesmo dia, de preferência);
  1. Fuja dos esteriótipos. RO mercado audiovisual amadureceu. Ninguém aguenta mais personagens totalmente bonzinhos ou vilões dramáticos que parecem ter saído do Mundo Invertido. Quer ser um grande roteirista? Não comece sua carreira escrevendo personagens hollywoodianos milionários e estereotipados se você (ainda) não trabalha lá. Ao seu redor há inspirações muito mais válidas, vai por mim;
  1. Pense em imagens. Roberto Rossellini, fundador do neorrealismo italiano, já dizia: “cinema é imagem”. Pode parecer bobagem, mas muita gente escreve histórias com os personagens falando sobre si e sobre o que pensam, quando às vezes imagens, respaldadas em ações dos personagens, nos contam muito mais sobre eles;
  1. Não pare na pista. Há muito mais dicas para você ser um bom roteirista. E se você ainda tem dúvidas se vale a pena tentar, basta olhar ao redor.: vivemos na era do audiovisual. As pessoas buscam incessantemente grandes filmes, séries e novelas para se entreter, refletir e crescer pessoalmente. Então, o mercado quer e espera por bons roteiristas. Corre!

Você pode aproveitar as férias de janeiro para aprender a criar seus roteiros com o curso oferecido pela Ethos Comunicação & Arte. Para isso, clique aqui